Grupos de adolescentes marcam (Cópia)

Briga entre marroquinos e brasileiros

Grupos de adolescentes marcam encontros para brigarem nas ruas de Bruxelas Brasileiros x Marroquinos

No final do mês passado, um grupo de adolescentes brasileiros teve dois enfrentamentos com outro grupo de adolescentes marroquinos. O local da primeira briga foi na frente da parada da estação de Horta em Saint-Gilles. Na segunda ocasião, a briga ocorreu na frente da escola Victor Horta, também em Saint-Gilles, onde eles estudam. 

Existem vários vídeos que circulam pelos grupos de WhatsApp onde comprovam as agressões entre os dois grupos. 

O motivo das brigas ainda não está claro, pois os relatos por parte dos amigos que presenciaram os enfretamentos são contraditórios: alguns dizem que foi por causa de ponto de droga, outros, por causa de mulheres, ou por pura rivalidade. Um brasileiro maior de idade chegou a ser detido e levado para a delegacia que fica localizada ao lado da Igreja do Parvis, mas foi liberado após prestar esclarecimentos. 

Esse tipo de rivalidade não é novidade para a comunidade de brasileiros residentes aqui em Bruxelas. Quem nunca ouviu algum relato sobre essa diferença que existe entre as duas culturas?  

Segundo informações de uma fonte que terá nome fictício por medidas de segurança, há alguns anos houve uma grande briga entre brasileiros e marroquinos, numa festa espanhola que ocorreu na localidade do Atomium na cidade de Bruxelas. 

Fabricio Oliveira nos relata como tudo aconteceu: 

“A barraca brasileira que havia no evento estava lotada, havia muita gente mesmo. Um grupo de mais ou menos 20 marroquinos estava tentando passar no local e não estava conseguindo, devido ao bloqueio que a quantidade de “brasucas” estava causando. Devido a isso, os marroquinos se irritaram e tentaram furar esse bloqueio usando a força e empurrando todos que ali estavam vendo o DJ tocar. Como os brasileiros já estavam cansados desse tipo de atitudes por parte dos marroquinos, resolveram não deixar barato. 

Foi quando começou a pancadaria, foi um enfrentamento bem feio, já que não sobrou uma cadeira em pé na barraca. Havia cerca de 40 pessoas se agredindo, ficou tudo destruído, e, no final das contas, o prejuízo maior foi para lado dos marroquinos: um deles ficou em estado grave e precisou ser levado para a emergência. Após esse acontecimento, os incidentes de marroquinos que procuraram problemas com os brasileiros diminuíram, já que eles perceberam que a nossa raça não leva desaforo para a casa”, conclui Fabricio Oliveira. 

Devido a este acontecimento, a barraca brasileira não conseguiu mais uma vaga na festa espanhola que ocorria anualmente no local. 

Nossa equipe de reportagem tentou entrar em contato com o dono da barraca, mas ele preferiu não se pronunciar. 

Por que há tantos marroquinos na Bélgica? 

O Marrocos, ao lado da Turquia e Congo, foi um dos países que marcou a história da imigração na Bélgica, a partir dos anos 1960. Centenas de marroquinos vieram trabalhar nas minas, fábricas e canteiros de obras. Hoje os belgas-marroquinos já estão na terceira geração.  

Calcula-se que o número de marroquinos residentes na Bélgica é de aproximadamente 430 mil. De acordo com sites de pesquisas, grande parte й originária do norte de Marrocos: Al Hoceima, Nador, Tвnger, Tetouane Oujda

A população de brasileiros teve no país й de cerca de 60 mil. As regiões de procedências mais comuns do Brasil são as do estado de Goiás, de onde provem a grande maioria, seguida do estado de Minas-Gerais

AÇOUGUE COSTELA

Fácil acesso. 

à 5 minutos da Gare du Midi, em Saint-Gilles.

Espaço moderno de 130 m2.

Estacionamento privado com 8 lugares.

  • Top posts

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba conteúdos como este diretamente no seu email!

Receba conteúdos como este diretamente no seu email!

Fechar Menu

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.