Parque-do-Forest-1140-x-500

Parque do FOREST se torna palco de DISPUTAS por PODER entre JOVENS BRASILEIROS em Bruxelas

A grande incidência de violência, manifestada através de brigas entre grupos de jovens, vem aumentando incessantemente em Bruxelas, e os problemas que já existem se agravam com a chegada do bom tempo.

Normalmente esses enfretamentos ocorrem em portas de escolas, instituições de lazer e espaços públicos, tais como praças e parques.

O parque do Forest é um local bastante conhecido pela comunidade brasileira devido a sua localização geográfica, pois se encontra muito próximo ao bairro de Saint Gilles, conhecido como o bairro lusófono de Bruxelas, onde a maior parte dos residentes é de nacionalidade brasileira e portuguesa.

A definição de violência, segundo a Organização Mundial de Saúde, é de uso intencional de força física, ou poder de usá-la, de forma real ou como ameaça, contra si, outra pessoa, um grupo ou comunidade, e que resulte ou possa resultar em lesão, morte, dano psicológico, deficiência de desenvolvimento ou privação.

Quando nos perguntamos porque os jovens estão violentos, sabemos que a falta de monitoramento familiar, negligência, abuso físico, punição inconsistente e disciplina relaxada podem desencadear comportamento violento.

As estatísticas mostram que a violência se transformou em uma das principais causas de morte de jovens. De acordo com o Unicef, no Brasil, 16 crianças e adolescentes brasileiros morrem por dia, em média, vítimas de homicídios. E as pessoas com idades entre 15 e 18 anos representam 86,35% dessas vítimas.

Conheça os dois perfis de famílias mais comuns que demonstram que a violência na adolescência se tornou um problema de saúde publica:

1- O jovem foi criado em um ambiente completamente desestruturado, normalmente são filhos de pais jovens, que também possuem comportamentos agressivos, consumem álcool ou até mesmo algum tipo de droga.

2-São filhos de pais mais simples, religiosos, pouco expressivos, que não dialogam muito com os filhos, pois foram criados desta forma, são trabalhadores que passam a maior parte do tempo fora de casa trabalhando para sustentar a família, deixando os filhos sozinhos, à mercê dessa vida cheia de perigos.

A ABclassificados entrou em contato com alguns jovens que terão os nomes fictícios e não serão identificados nesta reportagem, alguns por serem menores de idade e outros pela própria integridade física.

ABclassificados – Quais são os principais motivos que levam os jovens a se desentenderem e partirem para agressão?

Maria – São vários os motivos, mas os mais comuns são por causa de relacionamentos, ciúmes, disputa para mostrar quem é mais valente, por fofocas que envolvem outras pessoas, em alguns casos se tornam brigas de grupos. O consumo excessivo de álcool e em alguns casos de drogas também ajuda a desequilibrar e acaba deixando a situação mais perigosa, já que as pessoas perdem o controle.

ABclassificados – Quais tipos de bebidas são mais consumidas nos parques e quais as outras substâncias consumidas pelos adolescentes nesses pontos de encontros?

Sofie – Todo tipo de bebida alcoólica, cervejas, vodkas, whisky, pinga etc.

Drogas que eu já presenciei formam: maconha, balinha (êxtase), cocaína, MD etc.

ABclassificados- Qual a faixa etária desses jovens?

Eric – Varia muito, não existe uma faixa etária, mistura desde 11, 12 anos até os 23, 24 anos de idade.

É normal meninas menores de idade se relacionarem com meninos mais velhos nesses grupinhos. Algumas vezes os pais até autorizam, mas geralmente eles nem imaginam. Já vi rapaz de 24 anos saindo com menina de 12 anos escondido.

Uma vez eu vi o tio de uma amiga minha dar “balinha” para ela, e para mais dois amigos dela, ela tinha 16 anos, ele disse que era melhor usar na presença dele que ele cuidaria dela, do que tomar escondido por aí com desconhecidos.

Outra coisa não muito incomum são as brigas nos finais dos shows, porta de bares, direcionados para o público brasileiro em Bruxelas. O comportamento agressivo dos conterrâneos são atitudes que sempre se repetem.

Relatório publicado pela Organização das Nações Unidas (ONU) mostra a vulnerabilidade dos jovens com o uso regular de drogas

O estudo das Nações Unidas foca no impacto físico, emocional e social das drogas psicoativas sobre pessoas entre 15 e 24 anos; venda e uso de drogas continuam a gerar insegurança e violência.

O relatório anual de 2020 do Conselho Internacional para o Controle de Narcóticos, INCB, fez um alerta sobre o uso de substâncias psicoativas entre os jovens.

A droga mais consumida pelos jovens é a Canabis (maconha); estima-se que o uso de maconha tenha afetado 5,6% ou 13,8 milhões de jovens de 15 a 16 anos.

Os índices mais altos foram na Europa, com 13,9%. Em seguida, aparecem as Américas, com 11,6%, a Oceania, com 11,4%, a África, com 6,6% e a Ásia, com 2,7%.

O estudo, que acompanha crianças até a idade adulta, revela que quanto mais cedo inicia-se o uso de álcool, tabaco e maconha, durante as idades de 16 a 19 anos, maior a probabilidade do consumo de cocaína na idade adulta.

Quais os sintomas do usa da cocaína e da maconha:

Cocaína

• Sangramentos pelo nariz

• Náuseas, nervosismo extremo

• Delírios

• Insônias

• Alucinações

• Constipação

• Perda de controle

• Euforia

• Agressividade

A cocaína também aumenta a frequência cardíaca, elevando a chance de infarto, mesmo em pessoas jovens.

Maconha

• Euforia, sonolência, sentimento de felicidade

• Risos espontâneos, sem motivo algum

• Perda de noção do tempo, espaço, etc.

• Perda de coordenação motora, equilíbrio, fala, etc.

• Aceleramento do coração (taquicardia)

• Perda temporária de inteligência

• Fome, olhos vermelhos, e outras características

Fumar maconha produz mudanças bastante rápidas no humor, percepção de tempo, memória e outros aspectos da função cerebral.

Por Tatiana do Amaral

AÇOUGUE COSTELA

Fácil acesso. 

à 5 minutos da Gare du Midi, em Saint-Gilles.

Espaço moderno de 130 m2.

Estacionamento privado com 8 lugares.

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba conteúdos como este diretamente no seu email!

Receba conteúdos como este diretamente no seu email!

Fechar Menu

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.