Envio-de-dinheiro-para-o-Brasil-1140-x-500

Envio de dinheiro para o Brasil bate recorde em 2020 

Banco Central do Brasil revela que os brasileiros residentes no exterior enviaram $325 milhões de dólares para o país 

Os imigrantes estrangeiros que residem no exterior batem recorde de envio de dinheiro ao Brasil,segundo o Banco Central do Brasil, que computa essas remessas desde o ano de 1995. Em janeiro de 2020, houve um aumento de 50% nos envios em relação ao mesmo período do ano passado. 

Segundo o jornal Espanhol El País, pela primeira vez na história do real, a moeda brasileira criada no ano de 1994 foi esmagada pela pandemia de coronavírus e a taxa de câmbio ultrapassou, no mês de maio, os seis reais por dólar. Após dias de pânico nos mercados financeiros, acumulou uma depreciação de 21,11% desde janeiro de 2020 até meados do mês de abril. O real, quando comparado com outras moedas de países emergentes, com a única exceção do rublo (-23,40%), encontra-se na posição entre os que mais se desvalorizaram este ano, seguido pelo peso colombiano (-20,08%) e pelo peso mexicano (-20,55%). 

 O Brasil e outros países em desenvolvimento tiveram suas moedas derrubadas com a chegada do COVID-19. Desde a Turquia até a América Latina, isso tornou-se um grande problema global. 

Especialistas alertam sobre as falsas ilusões criadas com a alta do câmbio  

Cuidado: com a alta do dólar e do euro, muitos imigrantes que vivem no exterior ficam animados com a “falsa notícia” e enviam quase ou toda sua economia para o Brasil com a intenção de aproveitarem o câmbio, mas este aumento ilusório não passa de uma pegadinha para os que não compreendem um pouco de economia. 

Engana-se quem pensa que a alta do dólar não afeta a vida das pessoas comuns que residem no Brasil. Por exemplo, a consequência que poderá ser vista em pouco tempo é o aumento de alguns preços na moeda brasileira, já que muitos componentes são importados. Muitas matérias-primas são importadas, como o trigo. Isso provoca um aumento no preço do pão e das massas, como o macarrão. Esses aumentos puxam a inflação para cima. 

Outros produtos no Brasil também têm seu preço atrelado ao dólar, como por exemplo, a soja, a carne, o café, o açúcar, o milho. Mesmo que eles sejam produzidos no país, quando o dólar está mais caro, fica mais vantajoso para o produtor exportar do que vender aqui dentro do país. 

Outra desvantagem é que os produtores aproveitam a alta de produtos importados para aumentar a sua margem de lucro nos produtos nacionais também. Os aumentos na economia são repassados para o consumidor, que sofre com a perda do seu poder de compra no salário. 

A ABclassificados entrou em contanto com duas empresas que prestam o serviço de envios de dinheiro para o Brasil aqui em Bruxelas, a MoneyTrans e a Alphatransfer, que nos esclareceram algumas dúvidas. 

ABclassificados- Você poderia nos dar um exemplo para que possamos entender melhor como funciona essa pegadinha do câmbio alto? 

Alan Silva, gerente da Alphatransfers – O perigo é porque obviamente não foi somente o dólar ou o euro que subiu e sim o real que teve uma grande desvalorização. Por exemplo: há um tempo não muito distante, a moeda brasileira estava na faixa de três reais por euro, só que a economia brasileira ia muito melhor, esses três reais naquele período davam para comprar mais coisas do que os cinco reais de agora. Outras armadilhas comuns são as propagandas com câmbios altos, sempre é recomendável dar uma olhada em quanto será a taxa cobrada que está embutida, e os custos adicionais, não se iludir com essas propostas, fiquem atentos ao valor final que receberão no Brasil, não existe câmbio mágico.  

ABclassificados- Com o câmbio alto da forma que se encontra, se você tivesse uma boa quantia de euros economizada, seria um bom momento para enviá-las para o Brasil? 

– Francisco Sánchez Apellaniz, presidente da Moneytrans – Em minha opinião, o momento é de cautela, as duas maiores potências econômicas do mundo são a Europa e a América do Norte. Nestes tempos de incertezas que estamos vivendo é muito mais seguro ter suas economias em euro ou em dólares, pois não sabemos o que passará com a economia dos países emergentes como o Brasil. Não é momento de arriscar e se emocionar com a “alta do câmbio”.  

Empresas como as citadas acima prestam os mesmos serviços bancários, porém com custos bem menores para o bolso do cliente. 

Os envios podem ser realizados das seguintes maneiras: 

O cliente pode se dirigir pessoalmente para uma das lojas, o envio pode ser efetivado em dinheiro ou cartão de débito. Caso não queira sair de casa, existe a opção online, realizada através do WhatsApp. Nesse procedimento, é necessário fazer uma transferência bancária para a conta da empresa escolhida e, em seguida, enviar o comprovante pelo mesmo aplicativo. A transferência bancária pode ser realizada de qualquer instituição, porém, devido às taxas, só é vantajoso para os clientes se a agência estiver dentro da zona EU, porque as taxas bancárias são menores e a moeda é a mesma.  

Existem dois tipos de envio: no normal, o dinheiro enviado cai na conta do Brasil no prazo de dois a três dias úteis; no envio expresso, é abonado no mesmo dia. As diferenças de taxas variam de empresa para empresa, algumas não possuem taxa de envios, algumas, sim, mas o importante é verificar qual valor final chegará à conta do interessado no país de destino. 

Por Tatiana do Amara

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba conteúdos como este diretamente no seu email!

Receba conteúdos como este diretamente no seu email!

Fechar Menu

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.