Novembro Azul

Novembro azul

Por Rafael Caparica Bitton
Médico oncologista clínico Institut Jules Bordet

Novembro azul

Mês de conscientização sobre câncer de próstata

Qual a importância do câncer de próstata? 

Anualmente, cerca de 1.600.000 novos casos são diagnosticados, e 366.000 mortes ocorrem em decorrência do câncer de próstata em todo o mundo, sendo o tumor maligno mais comum em homens.  

Quais os fatores de risco para desenvolver câncer de próstata?  

O principal fator de risco para o desenvolvimento de câncer de próstata é a idade: a partir de 40 anos, a frequência de novos casos aumenta progressivamente, atingindo o ápice entre 50 e 70 anos. Alguns indivíduos possuem uma predisposição genética para o desenvolvimento da doença.    

Sintomas  

Em 80% dos casos, nenhum sintoma está presente, e o diagnóstico ocorre após um exame de rotina onde são detectadas anormalidades. Quando existem sintomas, os mais frequentemente observados são: 

  • Irritação, ardência ou desconforto ao urinar 
  • Dificuldade em reter a urina, aumento na frequência de micções 
  • Coloração rósea/avermelhada na urina, que pode ser um sinal de sangramento
  • Dores ósseas, perda de peso e redução do apetite em casos mais avançados

Diagnóstico 

Quando a doença se encontra restrita à próstata e não há lesões em outros órgãos (metástases), as chances de cura são elevadas. Quanto mais precoce o diagnóstico, maiores as chances de sucesso no tratamento, por isso é recomendado realizar anualmente exames periódicos de rastreio do câncer de próstata em homens a partir dos 50 anos. O toque retal (realizado por um médico experiente) e a dosagem de PSA (um exame de sangue que quando alterado pode sinalizar a presença de câncer de próstata) são os exames recomendados para rastreio do câncer de próstata na maioria dos casos.  

Tratamentos  

Quando a doença se encontra restrita à próstata, as opções de tratamento incluem cirurgia e/ou radioterapia, ambas com elevadas taxas de sucesso. Em alguns pacientes, são diagnosticados tumores de baixa agressividade em estágios iniciais, que podem nunca evoluir a ponto de causar sintomas. Nesses casos, o tratamento pode não ser indicado num primeiro momento, sendo feito um controle com exames periódicos, e quando é detectado algum sinal de crescimento do tumor, indica-se então o tratamento.  

Nos casos onde existem metástases, a radioterapia e a cirurgia também podem ser utilizadas, mas outros tratamentos são necessários para controlar os sintomas da doença. O crescimento das células do câncer de próstata é estimulado pela testosterona, portanto um dos pilares do tratamento consiste em reduzir os níveis desse hormônio, o que pode ser obtido por meio de cirurgia ou medicamentos. Nos últimos anos, importantes avanços ocorreram no tratamento do câncer de próstata, incluindo o surgimento de algumas opções de tratamento por via oral, a incorporação da quimioterapia, e a imunoterapia, que consiste na administração de medicamentos capazes de fazer o sistema imunológico do paciente reconhecer e atacar as células do tumor. A escolha do melhor tratamento deve ser feita em conjunto com o médico responsável, levando em conta a idade e estado de saúde do paciente, a presença de outras doenças concomitantes, o estágio da doença e as preferências individuais de cada indivíduo. Em caso de dúvidas, consulte seu médico. 

 

Compartilhar essa notícia

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

AÇOUGUE COSTELA

Fácil acesso. 

à 5 minutos da Gare du Midi, em Saint-Gilles.

Espaço moderno de 130 m2.

Estacionamento privado com 8 lugares.

  • Top posts

Compartilhe esta notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Receba conteúdos como este diretamente no seu email!

Receba conteúdos como este diretamente no seu email!

Fechar Menu

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação.